fatal hamartia
Estamos em 438, datado pós a estadia da luz
/////////////

─ ENCICLOPÉDIA, as nebulaes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

─ ENCICLOPÉDIA, as nebulaes

Mensagem por Calypso em Sab Ago 06, 2016 4:26 pm

As nebulae são as ninfas do ar, usualmente associadas às nuvens, ao céu e ao ar. Costumam circular pelas trilhas em sua forma invisível, tendo a estimada capacidade de dissolver-se em pleno ar, muitas vezes por apresentarem certa timidez em relação aos campistas.

Encarregam-se, prioritariamente, da limpeza dos ares e da extinção de impurezas advindas da poluição. Realizam-no através do controle das massas aéreas, e, devido a sua proximidade com o elemento, costumam simpatizar com seres alados, mesmo os mais nocivos aos meio-sangues.

São completamente brancas, pálidas, e chegam a tremeluzir à luz do ambiente. De qualquer modo, são extremamente belas, seguindo o padrão da mãe das ninfas, e partilham de curvas bem delineadas e de rostos perfeitamente lapidados. Na grande maioria das vezes, seus olhos apresentam repuxos laterais, assemelhando-as aos povos asiáticos.

As nebulae são, via de regra, entidades calmas e solenes, amigáveis, passivas. Costumam passar seus dias os residentes da cidadela dialogando com e, mas há casos em que, por serem tímidas ou acanhadas, preferem apenas observá-los de cima. Algumas chegam até a ser travessas: carregam pedras e objetos pesados enquanto sobrevoam os semideuses e os soltam em suas cabeças, chegando até a desacordá-los.



Por mais que nenhum residente ofereça real ameaça às ninfas ─ duras punições são concebidas aos que as ferem ─, é-lhes permitido carregar uma arma para defesa própria. No entanto, a arma que cada uma utiliza varia de acordo com sua experiência ─ hierarquia ─, como especificado abaixo:

Bastão de marfim Uma haste branca em cuja extremidade está acoplada uma orbe de vidro e metal. Bom para defesa e impactos.

Centro de batalha Cetro com uma longa haste metálica e uma série de aros de marfim em seu topo, assim como uma pedra preciosa no âmago, que brilha durante magias.

Cetro de nácar Extremamente belo, é feito inteiramente de metal, mas o aro em seu topo é de bronze celestial. Representa o porte do poder daquela que o possui.



Como é de se esperar, essa raça também possui uma hierarquia. As divisões seguem abaixo.

Iniciada Por ser uma nebulae iniciante, seus poderes são muito limitados. Possui a habilidade de manipular pequenas massas de ar, como brisas solenes, conseguindo impactar alvos levemente e erguer pequenos objetos. Além disso, é o único tipo de ninfa capaz de voar ─ no ar, alcança velocidades imensas velocidades. Diferentemente das dríades, que têm suas árvores, e das náiades, que tem seus lagos, as nebulae descansam na forma de nuvens, e podem transformar-se numa a qualquer momento, ou até mesmo fundir-se com o ar atmosférico.

A aprendiz Em fase de aprendizado, costuma contribuir para a limpeza da atmosfera e também a realizar tarefas leves. Já mais experiente no domínio do elemento, consegue purificar o ar em seu perímetro através de consecutivas massas de ar que conduzem a sujeira para longe. Além disso, possuem um impecável senso de direção, sempre cientes da posição dos lugares independentemente de como estejam. Assim como suas irmãs, as nebulae são dotadas de uma beleza estonteante, recebendo olhares atravessados de moradores e sátiros descarados.

Vento ascendente Mais faladas dentre as ninfas, cresceram ao ponto de se destacar. Desenvolvem a capacidade de mesclar-se em torrentes de ar e desaparecer completamente, só ressurgindo em áreas mais distantes ou próximas, de acordo com seu desejo. Habituadas à manipulação do ar, as nebulae tornam-se capazes de impactar os alvos de suas rajadas com maior força, além de alterar sua temperatura, transformando-as em torrentes gélidas ou quentes. Fica ainda mais experiente no uso do bastão de marfim, já podendo utilizá-lo para ataque.

Ventania aspirante Já com um controle aperfeiçoado de suas habilidades, começa a ser designada para trabalhos mais complexos. Encontra-se muito mais próxima das ninfas de hierarquia maior e, devido a isso, torna a frequentar algumas de suas reuniões, que integram seu processo de aprendizado. Passa a controlar o ar de maneira mais ofensiva, conseguindo concentrá-lo propositalmente em largas quantidades ao redor de seus adversários, deixando-o mais rarefeito ─ prejudicando, então, a respiração dele ─ e comprimido ─ nulificando seu deslocamento. O domínio sobre o elemento torna-se mais natural para a Aspirante, mas ela se encontra longe de chegar ao seu ápice.

A senhora do ar A Aspirante ingressa, enfim e oficialmente, entre as ninfas seniores. Passa a decidir assuntos de maior relevância, como a elevação de suas pupilas. Não apresenta mais nenhum tipo de dificuldade na manipulação aérea, elemento que cede aos seus favores com facilidade. Passa a ser capaz de expelir o ar de seus pulmões através da boca, podendo dar origem a sopros intensos e, nesse estágio, a uma neblina que ofusca a visão dos mais próximos, além de desencadear, via da regra, acessos de tosse. Pode compactar o ar em esferas e lâminas cortantes, cada qual com sua função, além de ser capaz, uma vez por dia, de exalar uma aura etérea que mantém ameaças até quatro quadrados distantes, impedindo-as de avançar. Passa a utilizar um cetro mais bem elaborado, digno de sua habilidade e relevância dentro da cidadela.

Grande majestade Capaz de manipular a água com plenitude, a nebulae Majestade ocupa o primeiro lugar de destaque entre todas, formando juntamente com as outras três raças de ninfas, as três rainhas. Praticamente no ápice de suas habilidades, consegue produzir tufões após colidir as mãos uma na outra ou rotacionar o próprio corpo; os pequenos tornados, cujo tamanho aumenta de acordo com a experiência da ninfa, isolam os mais próximos com potência, além de destroçar o que está em seu caminho. O sopro que aprendera enquanto Conselheira torna-se útil para, permeado com propriedades mágicas, dar a um indivíduo a capacidade de voar durante vinte minutos. É presenteada com um cetro de nácar, que, além de poder ser utilizada em situações de combate, faz referência à vastidão de suas habilidades. É uma das iminências da ilha, muitas vezes consultada até mesmo sobre assuntos que não condizem aos seres.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum