fatal hamartia
Estamos em 438, datado pós a estadia da luz
/////////////

─ ENCICLOPÉDIA, as náiades

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

─ ENCICLOPÉDIA, as náiades

Mensagem por Calypso em Sab Ago 06, 2016 4:15 pm

Náiades são ninfas aquáticas dotadas do dom da cura e da profecia e de certos controles sobre a água. Habitando, como as dríades, em toda a ilha. Náiades encarregam-se, em suma, de limpar rios sujos e de preservar, junto às dríades, o meio ambiente. A diferença natural das náiades jaz no tipo de água em que vivem e que controlam. Podem ser classificadas como crinéias ─ das fontes; limneidas ─ dos lagos; pegéias ─ das nascentes; potâmides ─ dos rios; ou eleionoméias ─ dos pântanos.

Espíritos d'água extremamente belos, as náiades apresentam pele clara ou um pouco bronzeada ─ ou até azulada ─, e vistosos olhos marrom escuros. Possuem longos cabelos de cores diversas e têm um corpo torneado e escultural. Nunca deixam sua mocidade, sempre sendo as mais belas ninfas. Tem uma voz suave, mas que pode se tornar agressiva em momentos de tensão, e é comum que as encontre cantarolando, afinal sua vozes costumam ser as mais belas entre as existentes.

O temperamento das náiades costuma ser mais sútil do que o das dríades, mesmo porque a água não têm tanta diversidade quanto a flora. Algumas mais reservadas e outras mais descontraídas, sabem o modo como se colocar diante das pessoas. De qualquer modo, no geral, não conseguem viver na secura por muito tempo, e, por isso, costumam retornar às suas fontes ocasionalmente.



Por mais que nenhum residente ofereça real ameaça às ninfas ─ duras punições são concebidas aos que as ferem ─, é-lhes permitido carregar uma arma para defesa própria. No entanto, a arma que cada uma utiliza varia de acordo com sua experiência ─ hierarquia ─, como especificado abaixo:

Foice da vida Uma pequena foice de madeira muito boa para a defesa própria. Sua lâmina serrilhada pode causar cortes consideráveis.

Tridente de batalha Feito basicamente com um forcado de três lâminas leve e extremamente útil em batalhas. Se utilizado por uma náiade perita, pode ser lançado.

O grande tridente Diferentemente dos demais, este tridente é completamente requintado e encrustado com madrepérolas e outros cristais, é uma arma de honra, dado às náiades mais poderosas.



Como é de se esperar, essa raça também possui uma hierarquia. As divisões seguem abaixo.

Iniciada Por ser uma náiade iniciante — recebendo, muitas vezes, o nome de recém nascida —, seus poderes são muito limitados. Possui a habilidade de revitalizar ferimentos leves de semideuses e animais, como arranhões e cortes superficiais, fazendo-o através do toque. Não exerce grande influência sobre a água, conseguindo apenas controlá-la em pequenas porções e produzir esguichos impactantes. No entanto, é capaz de localizar o elemento em si independentemente de sua distância, desvendando os obstáculos que existem no caminho até essa fonte e os elementos geográficos ao seu redor. A arte das profecias é um mero estudo para a Primária, que ainda não consegue profetizar.

A aprendiz Em fase de aprendizado, costuma contribuir para a limpeza de rios e bosques e também a realizar tarefas leves. Já mais experiente no domínio do elemento, consegue manipulá-lo a ponto de dar-lhe formas, como de esferas ou de porretes. Enquanto passa a utilizar uma foice curta para se defender, gera a habilidade de purificar líquidos. Crescida e mais madura, desenvolve uma beleza mais altiva e etérea, arrancando olhares deslumbrados dos moradores e sátiros. Começa a desenvolver seu dom profético, que se mostra muito raramente, sempre trazendo presságios extremamente improváveis.

Água ascendente Mais faladas dentre as ninfas, cresceram ao ponto de se destacar. Realiza processos de cura com muito mais facilidade e praticidade, fechando ferimentos maiores, como cortes mais profundos e sutis fraturas ósseas. Além disso, desenvolve a habilidade de desaparecer de um lugar e teletransportar-se a um outro, conforme sua vontade, tendo o corpo vaporizado ou então dissolvido em várias gotículas d'água. Mais avançada no que diz respeito a exprimir profecias, tornam-se mais recorrentes, mas a probabilidade de acontecerem continua sendo ínfima.

Lagoa aspirante Já com um controle aperfeiçoado de suas habilidades, começa a ser designada para trabalhos mais complexos. Encontra-se muito mais próxima das ninfas de hierarquia maior e, devido a isso, torna a frequentar algumas de suas reuniões, que integram seu processo de aprendizado. Pedindo a benção de demais deuses uma vez por dia, têm o corpo rodeado por um brilho azulado que distancia monstros e ameaças de seu corpo. Nesse estágio, só faz efeito sobre monstros que estejam a quatro quadrados de distância. Além disso, após se concentrar, consegue ditar o curso ou a direção de rios e lagos em movimento, podendo alterar até mesmo a rota de quedas d'água — apenas ao se tornarem Edis. Profetiza acontecimentos — ainda de maneira involuntária — mais normalmente, e eles tornam-se mais possíveis de acontecer num futuro próximo, mas nada certo.

A senhora das águas A Aspirante ingressa, enfim e oficialmente, entre as ninfas seniores. Passa a decidir assuntos de maior relevância, como a elevação de suas pupilas. Não apresenta mais nenhum tipo de dificuldade na manipulação hidráulica, elemento que cede aos seus favores com facilidade. Suas habilidades de cura finalmente chegam a um patamar elevado, e você passa a ser capaz de fechar cortes largos e profundos, restaurar grandes ossos quebrados e até de eliminar doenças simples. Quase no ápice de seu poder, consegue, agora, invocar criaturas feitas essencialmente de água que agem como sentinelas ou objetos de ataque, como águias e cães. Além disso, desenvolve perícia com tridentes, passando a usá-los em detrimento de foices. O dom da profecia aflora em você com mais frequência, e os acontecimentos são muito mais certos de que acontecerão.

Grande majestade Capaz de manipular a água com plenitude, a náiade Majestade ocupa o primeiro lugar de destaque entre todas, formando juntamente com as outras três raças de ninfas, as três rainhas. Praticamente no ápice de suas habilidades, consegue produzir réplicas de si mesma feitas de água, todas intangíveis; quanto mais golpes a duplicata levar, mais ficará deformada e reduzirá de tamanho até que desapareça por completo. Consagrada Majestade, recebe um tridente de madrepérola, com cujo manejo já é experiente. Tem a habilidade de executar um sopro com propriedades mágicas que abençoa um único indivíduo: ele passa a poder respirar debaixo d'água por vinte minutos e recebe uma chuva de sorte. Ao emitir um chiado, convoca todas as criaturas ao redor para que se unam a sua causa, exercendo uma espécie de controle mental sobre elas. Profetiza com mais experiência e recorrência.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum